ENQUANTO O MUNDO GIRA,
NÓS VAMOS RODANDO.
 
 
 
 
 
Cerro de Los Siete Colores
 
 
Postado em 23/11/2018 por NOMADE EXPEDIÇÕES
 
Cerro de los Siete Colores: a montanha colorida da Argentina
 
  O Cerro de los Siete Colores fica em Purmamarca, na província de Jujuy, norte da Argentina, e tem ganhado fama mundial de uns anos para cá. É que, realmente, a paisagem deste lugar é bem peculiar e é isso que atrai tantos viajantes. Em bom português, a Montanha de Sete Cores é como o nome diz: por causa dos minerais acumulados nas diferentes camadas, o monte tem várias cores, e eu arrisco dizer que são bem mais do que sete, já que as tonalidades mudam de acordo com a hora do dia e com a posição do sol.
  Mais perto do Cerro de los Siete Colores Uma das coisas que você não pode deixar de fazer aqui é o Paseo de los Colorados. Essa caminhada de quatro quilômetros começa no centrinho de Purmamarca e dá a volta até o outro lado da montanha colorida.
É bem fácil encontrar o caminho, já que Purmamarca é pequena e sua principal atração é, justamente, o Cerro de los Siete Colores. Além disso, há placas indicando o trajeto, mas se não achar, é só perguntar a qualquer pessoa, porque todos sabem.
O legal é ir parando para observar as formas e as cores do relevo e os cardónes, os cactos gigantes que são bem comuns nessa região da Argentina.
Agora, se você se animou e quer subir o Cerro de los Siete Colores, esqueça, porque isso não é permitido. Sem falar que é justamente de longe que a gente consegue ter uma visão melhor das diferentes cores da montanha.
 
Cores de uma longa história Todas essas montanhas que vemos ao redor de Purmamarca foram formadas pela movimentação das placas tectônicas – aquelas coisas que a gente aprende na escola e que se concretizam quando a gente viaja. Sabe como é isso?
É, mas quem vê o Cerro de los Siete Colores todo enfeitado assim, talvez, nem imagina a sua importância para a História. É que estudos geológicos atestaram que toda essa região, conhecida como Quebrada de Humahuaca, tem importantes informações que datam de mais de 500 milhões de anos. Inclusive, fósseis de dinossauros já foram encontrados por aqui.
 
Além disso tudo, essa área era habitada pelos incas, império que dominou grande parte dos países andinos. Com tanta peculiaridade assim, a Unesco reconheceu este lugar como Patrimônio Mundial da Humanidade.
 
Fonte Pé na estrada
 
 
GOSTOU DESSE POST? LEIA OUTROS TAMBÉM:
 
NA ARGENTINA, BELEZAS ...
No noroeste da Argentina, a meio caminho entre Mendoza e Salta, há dois parques nacionais vizin...
LEIA +
Tendências do turismo ...
Conhecer novos lugares é um dos maiores desejos de milhares de pessoas. Especialmente no Brasil...
LEIA +
Mateiros...
A cidade recebeu este nome em função da grande quantidade de veados mateiros encontrados na reg...
LEIA +
 
 
 
Fale com a gente e faça parte dA FAMÍLIA NOMADE!
 
 
   
   
 
   
 
contato@nomadeexpedicoes.com.br / 41 3027.3555 / 41 8750.2132
Rua Venezuela, 119. Bacacheri . Curitiba . Paraná . Brasil